VILA REAL MARCOU PRESENÇA NO DIA DAS BANDEIRAS VERDES | ECO-ESCOLAS

Foi num ambiente de festa que, no dia 12 de outubro de 2022 decorreu, na cidade de Valongo, a cerimónia do Dia das Bandeiras Verdes – GALARDÃO 22, uma iniciativa organizada pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), que contou com a presença do Vice-Presidente e Vereador do Pelouro da Educação, Alexandre Favaios, que não quis deixar de acompanhar os estabelecimentos de educação e ensino vila-realenses neste momento de reconhecimento público pelo trabalho desenvolvido ao abrigo do programa Eco-Escolas, que a autarquia se orgulhar de testemunhar e apoiar.

Do programa constaram diversas atividades, com destaque para a entrega de prémios e a atribuição das “Bandeiras Verdes”. De referir que o Município de Vila Real viu reconhecida, pela ABAE, secção portuguesa da Foundation for Environmental Education (ABAE/FEE P), a sua colaboração na implementação do Programa Eco-Escolas durante o ano letivo 2021/2022, recebendo a distinção de “Município Parceiro Eco-Escolas 2022”. Salienta-se ainda a entrega do 1º Prémio ex-aequo, na categoria hortas grandes, ao Jardim de Infância e EB de Prado e Ferreiros, pela sua participação no desafio Hortas nas Eco-Escolas.

Eco-Escolas é um programa internacional que se destina a todos os níveis de ensino, cujos princípios assentam numa ideia fundamental: tornar possível a construção de um plano de ação e um planeamento participativo global, nacional e local, capaz de permitir um novo paradigma de desenvolvimento. Pretende fortalecer e organizar ações de sensibilização ambiental no âmbito da Educação Sustentável materializadas, ao longo de todo o ano letivo, nos estabelecimentos de educação e ensino aderentes.

No Concelho de Vila Real foi atribuída a Bandeira Verde Eco-Escolas aos seguintes estabelecimentos de educação e ensino:

EB 2, 3º Ciclos (Diogo Cão);

EB1/JI das Árvores;

EB1/JI n.º 2 (BSVP);

EB1/JI n.º 3 (Corgo);

EB1/JI do Prado/Ferreiros;

JI de Pousada;

Nuclisol Jean Piaget;

Colégio Moderno de S. José.

SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO INAUGUROU CENTROS ESCOLARES DE LORDELO E PRADO/FERREIROS

O Secretário de Estado da Educação, António Leite, esteve de visita a Vila Real onde procedeu à inauguração formal dos Centros Escolares de Lordelo e de Prado/Ferreiros. Reconhecendo o trabalho excelente que é feito em Vila Real em prol da educação, seja pelos profissionais da educação, professores e restantes funcionários que trabalham nas escolas, seja sobretudo, neste caso, pelo trabalho que a Câmara Municipal tem desenvolvido, o governante destacou a relevância da intervenção efetuada nos dois centros escolares visitados, que classificou de exemplares no objetivo e na forma da sua própria requalificação, acentuando que o ensino faz-se sobretudo da qualidade das pessoas, mas também a qualidade dos espaços é fundamental para o acesso à educação e ao conhecimento.

O Secretário de Estado confirmou ainda a prioridade da requalificação da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, referindo que na lista que resultou do acordo entre o Governo e a Associação Nacional de Municípios, onde estão 451 escolas, o Liceu Camilo Castelo Branco está entre as 17 primeiras a serem intervencionadas, assim que for possível o encaixe destas obras nos sistemas de financiamento que existem, pelo que prevê que a intervenção possa arrancar em menos de um ano.

O Presidente da Câmara Municipal, Rui Santos, que começou por agradecer a presença do Secretário de Estado da Educação em Vila Real, avançou com alguns números que exemplificam de forma objetiva o forte investimento efetuado para a beneficiação e requalificação dos estabelecimentos de educação e ensino do concelho.

Assim, o Centro Escolar de Lordelo teve um investimento superior a 1 milhão e 600 mil euros, tem no total 283 alunos (75 do pré-escolar e 208 do primeiro ciclo), possuindo 8 salas do primeiro ciclo e 3 do pré-escolar e um auditório com 264 lugares. O autarca destacou ainda a assinatura do contrato de comodato entre o Município e a UTAD, com vista à cedência do espaço da antiga escola superior de enfermagem, que permitiu uma poupança superior a 3 milhões de euros.

O Centro Escolar de Prado/Ferreiros, que representou um investimento de cerca de 1 milhão de euros, tem 121 alunos, destes 25 frequentam a sala do pré-escolar e 96 o primeiro ciclo, divididos por quatro salas.

O Pavilhão da Escola Diogo Cão, futuro Pavilhão Fausto Carvalhais, foi outro dos pontos de passagem desta visita onde foi possível verificar o andamento das obras, assim como assistir a uma pequena apresentação do projeto de execução, num investimento de cerca de 1 milhão e 400 mil euros. Rui Santos concluiu a sua intervenção destacando que o conjunto das obras visitadas representa um investimento de 4 milhões de euros, que só foi possível graças ao Governo, ao Estado Central e à parceria feita com o Município de Vila Real, assim como à partilha de responsabilidade com as escolas e os agrupamentos de escolas que estão neste território.

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO ESCOLAR 2021/2022|PROJETOS VENCEDORES

Cumprida mais uma etapa da calendarização para a operacionalização do Orçamento Participativo Escolar, que colocou a votação os projetos apresentados pelos estabelecimentos de educação e ensino da rede pública, já são conhecidos os sete projetos mais votados pelos alunos.

Cada projeto vendedor receberá, o valor do custo de execução do mesmo, até ao valor máximo de 500,00€, para as escolas não agrupadas, e 2.500,00€ para os projetos vencedores de cada Agrupamento de Escolas (Agrupamento Diogo Cão e Agrupamento Morgado de Mateus).

O Orçamento Participativo Escolar é um processo democrático participado, através do qual todos os alunos do 1º ciclo do ensino básico ao ensino secundário, das diversas comunidades escolares da rede pública podem decidir sobre a aplicação de parte dos recursos financeiros disponibilizados pelo Município de Vila Real, em benefício direto da mesma comunidade escolar.

 

PROJETOS VENCEDORES

•Escola Secundária Camilo Castelo Branco - Na Camilo com o ASAS, aquisição de sacos de pano com impressão do logótipo da escola;

•Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus - EB nº 7 de Vila Real (Araucária) - Segurança no recinto escolar - forrar os pilares do pavilhão, com material adequado (tatami ou corticite) para evitar ferimentos graves em caso de colisão;

•Escola Secundária Morgado de Mateus - Uma imagem vale mais que mil palavras, aquisição de um drone para realização de imagens para apoio à lecionação de conteúdos dos cursos profissionais de Técnico de Multimédia;

•Escola Secundária Monsenhor Jerónimo do Amaral - Mochila arrumada, saúde aumentada - aquisição de cacifos para a escola;

•Escola Básica 2/3 Diogo Cão - Esplanar é o que está a dar – aquisição de mesas de piquenique em madeira, para colocar no espaço coberto ao lado do polivalente;

•Agrupamento de Escolas Diogo Cão - EB do Prado - Livros em movimento - criação de uma biblioteca escolar, com o objetivo de promover o gosto pela leitura;

•Escola Secundária/3 São Pedro - Aquisição de cadeiras mais confortáveis para o laboratório.

LANÇAMENTO DO NOVO PROGRAMA PARA A JUVENTUDE | LINHA F

O Município de Vila Real apresentou, no dia 10 de outubro, um novo programa de apoio à juventude vila-realense. Designado de Linha F (Linha Freguesia) este programa irá abranger as 20 freguesias de Vila Real, garantindo assim um território coeso, também no que respeita ao acesso aos programas e medidas para a juventude.

Alexandre Favaios, Vereador do Pelouro da Juventude, referiu, por ocasião da apresentação pública do programa, que este surgiu “da perceção de que muitos dos programas municipais direcionados para a participação cívica e apresentação de projetos dos jovens e para jovens se concentram sobretudo nas áreas urbanas e periurbanas”.

Deste modo, o objetivo primordial do programa Linha F, implementado em estreita articulação com as juntas de freguesia, é sensibilizar os jovens para as questões do poder local, garantindo uma maior equidade entre as pessoas jovens dos meios rurais e dos meios urbanos, promovendo o debate, através da elaboração e apresentação de propostas e/ou projetos que vão ao encontro das expetativas, anseios e necessidades da população mais jovem que habita nas freguesias de Vila Real. A Linha F inspira-se nos valores da democracia participativa, inscritos no artigo 2.º da Constituição da República Portuguesa.

Podem candidatar-se ao Programa todos os jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos, residentes em cada freguesia do concelho de Vila Real, através da apresentação de propostas e de projetos que serão votados em cada junta de freguesia, podendo estas ser apresentadas individualmente, por um grupo informal de jovens ou por Associações Juvenis de cada Freguesia.

O período de apresentação de propostas decorrerá, nos termos das normas de funcionamento do Programa, até ao dia 30 de junho de cada ano. Excecionalmente, em 2022 as candidaturas podem ser apresentadas até ao dia 31 de outubro. O programa, que premiará um projeto por freguesia, tem uma dotação global de 10 000€.

NORMAS LINHA F
FICHA DE CANDIDATURA

CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE DA ESCOLA DE NATAÇÃO MUNICIPAL

Decorreu nos dias 8 e 9 de outubro, em Vila Nova de Famalicão, a III Convenção Portugal a Nadar, promovida pela Federação Portuguesa de Natação, no âmbito da qual o Município de Vila Real recebeu, pelo sétimo ano consecutivo, o galardão de Certificação de Qualidade da Escola de Natação - FPNCQ2022, nível 2 de Prata.

Este certificado de qualidade vem demonstrar o excelente trabalho realizado pela Câmara Municipal de Vila Real, em parceria com a Associação Regional Natação do Norte, com vista ao desenvolvimento da modalidade da natação e das atividades aquáticas, bem como da melhoria constante do processo ensino-pedagógico da natação. Esta distinção está associada ao Projeto Portugal a Nadar ao qual a edilidade vila-realense aderiu no ano 2014.

Recorde-se que o Projeto Portugal a Nadar é uma iniciativa da Federação Portuguesa de Natação, entidade que superintende e certifica todas as atividades aquáticas, tendo sido criado com o objetivo de fazer a ligação entre a FPN e todas as entidades públicas ou privadas com envolvimento em atividades aquáticas, bem como com os seus utentes. Através deste projeto a FPN apresenta, afere e monitoriza um sistema de ensino com caraterísticas adequadas ao bom e apropriado desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem das atividades aquáticas, desde o ensino inicial da artística, polo aquático e natação pura.

O Município de Vila Real congratula-se, uma vez mais, com esta distinção que, como referiu o Vereador do Pelouro do Desporto, Alexandre Favaios, serve de estímulo para continuarmos a prestar um serviço de excelência a todos os utentes, em particular às crianças que frequentam a Escola Municipal de atividades aquáticas.

Contactos
   259308100

  geral@cm-vilareal.pt

   Avenida Carvalho Araújo
     5000-657 Vila Real
Aplicação do Município
A nossa aplicação está disponível para IOS e ANDROID
Informações